Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo homem.(1 Timóteo 2:5)
ATENÇÃO:
A RÁDIO ESTÁ EM MANUTENÇÃO!

RÁDIO RIOS DE ÁGUA VIVA

1 de janeiro de 2016

Deus está conosco!

O reinado de Acaz poderia ser resumido numa pequena frase:"Não fez o que era reto perante o SENHOR, seu Deus"(2Rs 16:2)

Acaz desconsiderou totalmente o compromisso de Judá de adorar somente a Deus, ignorando a Palavra de Deus .De maneira descuidada , mudou o altar que fora construído de acordo com as especificações de Deus e o substituiu por um altar pagão. Analisando a sua atitude, poderíamos supor que Acaz fosse totalmente ignorante em relação à Palavra de Deus, à fidelidade do Senhor aos judeus no passado e a à continua presença Dele no meio do Seu povo. Mas, como Isaias 7 deixa claro, Deus enviou um profeta diversas vezes para alertar Acaz sobre as consequências de suas ações e para confirmar a ele a Presença do Senhor.
Uma das mais conhecidas profecias messiânicas foi dada a Acaz como garantia da fidelidade de Deus:"Portanto, o Senhor mesmo vos dará um sinal: eis que a virgem conceberá e dará à luzum filho e lhe chamará Emanuel" (Isaias 7:14). O nome dessa criança significa "Deus conosco". Esta profecia teve um cumprimento a curto e outro a longo prazo. Para Acaz, Deus estava dando uma razão para que ele confiasse Nele ao invés de confiar em outros deuses. Deus prometera remover a ameaça da Síria num período de três anos - o tempo necessário para uma criança nascer e ser desmamada (Isaias 7:15-16). Mas Acaz se recusou a confiar no Todo-Poderoso. Ao invés disso procurou proteção junto a aliados terrenos: os poderosos assírios. Ao contrário do Deus de Israel, os assírios eram traiçoeiros e infiéis; os aliados dos judeus logo se tornariam seus inimigos. Apesar  de Deus ter oferecido graciosamente Sua proteção - estar "com Seu povo" - eles insistiram em ignorá-Lo.
O Evangelho de Mateus aponta para o cumprimento a longo prazo da profecia de Isaias  (Mt 1:23), que se cumpriu em detalhes em Jesus Cristo. Nascido de uma virgem, Jesus era Deus em forma humana,e, portanto,o verdadeiro Emanuel, o "Deus conosco" )Mt 1:18-23). Podemos ver que, mesmo entre os seguidores mais  próximos de Jesus, poucos entenderam o quão literalmente Deus estava com eles na pessoa de Jesus.não perceberam, apesar de Jesus ter gradualmente revelado a eles sua verdadeira natureza, realizando milagres que apontavam para sua divindade, ensinando-lhes as coisa de Deus e, mais importante, trazendo salvação através de Sua morte sacrificial.
Um sinal para nós
Acaz e se povo rejeitaram a salvação temporária que Deus lhes oferecera porque confiaram em seu poder absoluto num mundo de reinos terrenos rivais. Mas, através a profecia de Isaias, Deus estava lançando o fundamento profético de Seu plano de salvação definitiva: o envio de Seu Único Filho à terra para salvar a todos nós. Deus estava trabalhando a salvação eterna de Seu povo, e não apenas a salvação contra inimigos terrenos.
O Livro de Hebreus mostra como Deus usou profetas, anjos e, por fim, o próprio Jesus para implementar Seu maravilhoso Plano de Salvação. A pergunta feita por aquele escritor continua a nos confrontar ainda hoje:" como escaparemos nós, se negligenciarmos tão grande salvação?" (Hb 2:3)

Biblia de Estudos das Profecias

Nenhum comentário:

Postar um comentário